Dez promessas para ficar de olho no Brasileirão

Entra ano e sai ano e o Brasil continua a ser considerado o país onde surgem os grandes craques do futebol mundial.

Dez promessas para ficar de olho no Brasileirão

Entra ano e sai ano e o Brasil continua a ser considerado o país onde surgem os grandes craques do futebol mundial. E o Campeonato Brasileiro, que está prestes a começar, segue sendo a maior vitrine para os novos talentos. Por isso, antes mesmo de a bola rolar, separamos dez jovens nomes para você ficar de olho ao decorrer da disputa. Tem nome, inclusive, que já está negociado com o futebol do exterior, um destino comum para os nossos principais craques.  Muitos deles já conseguiram bom desempenho nos estaduais e até mesmo conseguiram aparecer com frequência em 2020. Mas o Brasileirão de 2021 vai ser a chance das promessas virarem, de fato, realidade. Confira a lista

Kayky - Fluminense (atacante, 17 anos)

Uma das joias mais cintilantes desta lista, o menino Kayky, de apenas 17 anos, tem encantado a todos com seu futebol vistoso e eficiente. Tanto que, antes mesmo de estrear pelos profissionais, o atacante foi negociado com o Manchester City por 10 milhões de euros, cerca de R$ 64,7 milhões, e se apresenta aos Citizens em 2022.  Visto como peça chave da "Geração dos Sonhos" de Xerém, o atacante estreou pela equipe principal do Fluminense nesta temporada e não decepcionou. Com atuações empolgantes, Kayky se tornou o jogador mais jovem a marcar pelo Flu em Libertadores, além de ter sido eleito a revelação do Carioca. O "Neymar Canhoto", como tem sido chamado pela imprensa internacional, terá a primeira e última chance de brilhar no Campeonato Brasileiro antes de se mudar para o Velho Continente.

Kayky - Santos (zagueiro, 17 anos)

A pouca idade contrasta com a frieza e tranquilidade de seu jogo. Promovido aos profissionais do Santos nesta temporada, o menino Kayky, de apenas 17 anos, se tornou unanimidade na Vila Belmiro e se credenciou como substituto de Lucas Veríssimo, que se transferiu para o Benfica.  Com a tranquilidade de um veterano e a qualidade técnica de um bom meio-campista, o defensor ganhou ainda mais espaço no Alvinegro Praiano após a chegada de Fernando Diniz e deve ter muitas oportunidades ao longo do Campeonato Brasileiro.

Renan - Palmeiras (zagueiro, 19 anos)

Seguindo a linha de Kayky no quesito qualidade técnica e maturidade, o zagueiro Renan, de apenas 19 anos, surge como uma das grandes promessas para esta edição do Campeonato Brasileiro. Lançado aos profissionais do Palmeiras na temporada passada, o jogador começou a se afirmar em 2021. Eleito como grande revelação do Campeonato Paulista, o defensor acumula atuações seguras e ganha cada vez mais espaço no elenco do português Abel Ferreira, além de despertar o interesse de diversos clubes europeus.

João Gomes - Flamengo (volante, 20 anos)

Em grande processo de evolução, o volante João Gomes, de 20 anos, vem ganhando espaço no Flamengo. Com oportunidades, principalmente após a chegada do técnico Rogério Ceni na última temporada, o jovem tem se firmado como uma das principais peças de reposição para o meio-campo rubro-negro. Autor do gol que sacramentou o tricampeonato carioca, João reúne características que o credenciam como possível substituto de Gerson, que está prestes a ser negociado com o futebol francês. Olho nele.

Patrick de Lucca - Bahia (volante, 21 anos)

Um dos principais nomes do Bahia sub-20 no último ano, Patrick de Lucca é mais um da safra dos "volantes modernos". Com qualidade no passe e na finalização, o jogador se notabilizou por destruir e construir jogadas na mesma proporção. Revelado pelo Palmeiras, Patrick chegou ao Esquadrão de Aço em 2020, e, desde então, não para de ganhar espaço em Salvador. Peça importante no plantel comandado por Dado Cavalcanti, o volante foi titular em 18 dos 31 jogos da equipe na atual temporada e deve jogar muitos minutos no Brasileirão. 

Rodrigo Nestor - São Paulo (meia, 20 anos)

Cria de Cotia, Rodrigo Nestor, de 20 anos, gera expectativa no torcedor são-paulino não é de hoje. Dono de uma boa visão de jogo e um passe apurado, o jogador se destacou nas categorias de base do Tricolor e chamou a atenção do futebol internacional. Lançado aos profissionais na temporada passada, ainda sob o comando de Fernando Diniz, Nestor passou por altos e baixos fora das quatro linhas. Com um longo imbróglio envolvendo a renovação de contrato, o meio-campista só conseguiu encontrar sequência este ano após a chegada de Hernán Crespo. Substituto imediato de Luan, Rodrigo receberá boas oportunidades neste Brasileiro. 

Gustavinho - América (meia, 19 anos)

Com passagem pela base do Cruzeiro, o meia Gustavinho é uma das grandes esperanças para o futuro do América Mineiro. No clube desde 2018, o jogador, de apenas 19 anos, tem chamado a atenção do técnico Lisca. Em 2020, o jovem se destacou pela versatilidade e foi um dos grandes nomes do Campeonato Brasileiro sub-20, com cinco gols e cinco assistências. Nesta temporada, entre os profissionais, Gustavo atuou em 11 dos 17 jogos do América, e tudo indica que ganhará ainda mais minutos no Brasileiro.  

Ângelo - Santos (atacante, 16 anos)

Mais 'precoce' da lista, o menino Ângelo se notabilizou por pulverizar recordes neste início de carreira. Na última temporada, ele se tornou o segundo jogador mais jovem a estrear pela equipe profissional do Santos em toda a história, quando ainda tinha exatos 15 anos, 10 meses e 4 dias, superando nada mais nada menos que o Rei Pelé. E não parou por aí. Em abril deste ano, Ângelo internacionalizou seus feitos. Ao marcar no duelo contra o San Lorenzo, na fase preliminar da Libertadores, o ainda adolescente santista se transformou no jogador mais jovem a marcar na história do torneio continental. Mas nem só de feitos vive o atacante. Veloz e habilidoso, Ângelo oferece profundidade e intensidade pelos lados do campo, o que pode ser muito útil para Fernando Diniz ao longo do Campeonato Brasileiro. 

Gabriel Teixeira - Fluminense (meia, 20 anos)

Com personalidade e confiança, Gabriel Teixeira se tornou mais uma das gratas surpresas do Fluminense para esta temporada. Destaque do sub-20 no ano passado, o meia-atacante vem demonstrando valor desde o início do Campeonato Carioca e conquistou um espaço importante no elenco de Roger Machado. Inteligente e promissor no "um contra um", Biel, como é chamado pelos companheiros, aproveitou as oportunidades que teve até aqui e apresentou um repertório variado de jogadas, que passam por passes em profundidade até finalizações de meia distância. Gabriel Teixeira, sem sombra de dúvidas, é um nome para se observar neste Brasileiro.

Ricardinho - Grêmio (atacante, 20 anos)

Companheiro de Rodrigo Nestor na base do São Paulo, Ricardinho chegou ao Grêmio no ano passado para resolver o problema de gols da equipe sub-20, e não decepcionou. Com nove tentos em 12 jogos e excelentes atuações, o centroavante se credenciou para integrar o time profissional no início desta temporada, ainda sob o comando de Renato Portaluppi. Famoso "fazedor de gols", o menino vem aproveitando as oportunidades. Pelos profissionais do Tricolor Gaúcho, já são seis gols em 14 jogos. Com mobilidade e ótimo senso de posicionamento, Ricardinho surge como grande opção para substituir Diego Souza ao longo do Brasileirão.